Companhia aérea lança serviço para o transporte de pets em voos internacionais

Arquivo da Internet Arquivo da Internet

Desde o final do mês de outubro, os passageiros da companhia aérea Gol, poderão levar seus cães e gatos na cabine em viagens internacionais. A regra vale inclusive para os voos na América Latina e destinos no Caribe.

O serviço que já valia para os destinos nacionais desde o mês abril, agora incluiu também as viagens internacionais, uma ótima novidade para aqueles que gostam de estar com seus peludos em todos os momentos. Nos trechos internos mais de 25 mil cães e gatos já voaram com seus donos na cabine de passageiros.

Para ter acesso a esse serviço, o pet deve ter pelo menos quatro meses e no máximo 10 quilos, incluindo aquela caixa de transporte (kennel), que deve ter espaço suficiente para o animal dar uma volta completa em torno de si, além de ser de material firme, liso e resistente a vazamentos.

Mesmo quando seu animal estiver na cabine, a embalagem deve ser identificada com nome, endereço e telefone do cliente e deve ficar dentro da caixa de transporte kennel durante todo o voo todo.

É importante ficar atento (a) na hora de comprar a passagem internacional! Da mesma forma que acontece nos voos domésticos, o passageiro deve ligar para o atendimento da GOL para verificar a documentação necessária, principalmente sobre as especificações de cada país e também a disponibilidade para embarque, já que existe um controle que permite no máximo quatro animais em um mesmo voo.

A solicitação do serviço pode ser feita por telefone (0300 101 2001) com antecedência mínima de 3 horas para voos domésticos e 24h para os internacionais. Para bilhetes comprados no Brasil com destinos nacionais e internacionais, o valor adicional cobrado é de R$ 200 por trecho. Já para os bilhetes comprados no exterior, o valor adicional é de US$ 70 por trecho, que é cobrado em moeda local do país de origem conforme o câmbio do dia da reserva. Se o animal + a caixa somarem juntos entre 10 e 30 Kg, ele deverá der despachado no balcão de check-in e será acomodado no porão dianteiro do avião, que possui a mesma temperatura e pressurização da cabine de passageiros. Já se o animal tiver mais de 30 kg, o transporte é realizado pela Gollog, unidade de cargas da companhia. Nestes casos, o cálculo das tarifas varia de acordo com o destino e peso do animal.  

Todas as informações e documentações necessárias podem ser obtidas neste link